20 hits da história do Funk americano e brasileiro com: James Brown, Anitta, Funkadelic, Mr. Catra, Jamiroquai, Mc Carol, Jojo Todynho e mais

Groove, Miami Bass, Bebop, Freestyle e Charme: o que isso tudo tem a ver? Hoje, você vai conhecer a história do Funk americano e brasileiro, com as particularidades de cada ritmo. Apesar do mesmo nome, são estilos musicais bem diferentes, não é mesmo?

Por isso, falaremos sobre a evolução da história do Funk, tanto nos Estados Unidos, quanto no Brasil. Afinal, essas são expressões artísticas que representam as culturas de suas regiões.

Por um lado, o gênero estadunidense foi influenciado pelas vivências da comunidade afro-americana. E isso fica bem característico no filme “James Brown”, que conta a trajetória do rei do Funk. 

Já o ritmo brasileiro envolve a vida nas periferias, incluindo as pessoas em situação de vulnerabilidade social. Nesse sentido, vale conferir a série “Sintonia” do canal KondZilla e o documentário “Favela On Blast”, de Leandro HBL.

7 curiosidades para curtir a história do Funk americano e brasileiro

Agora, vamos às curiosidades que marcaram a história do Funk nos EUA e no Brasil. Enquanto isso, aproveite para curtir uma playlist que mescla esses 2 ritmos. So, let’s put some funk on it!

Artcetera - perfil Spotify

1. O que é o Funk?

Para falar sobre o que significa Funk, vamos separar os conceitos conforme as músicas das regiões, ok?

2. Quem é considerado o fundador do Funk?

Se você está curioso para saber quem criou o Funk, continue com a gente para descobrir. De acordo com a Superinteressante, o pianista Horace Silver já falava em “Funky Style” na década de 1950, misturando Jazz e Soul em um estilo dançante no hit “Opus de Funk”.

3. Como surgiu o Funk? E onde nasceu?

Para saber onde surgiu o Funk, vamos aos Estados Unidos, no início da década de 1960. Por falar nisso, a música de Horace Silver influenciou artistas como Miles Davis e Kool & the Gang

Mas foi o Swing de James Brown que deu popularidade ao gênero, razão pela qual ele é conhecido como rei do Funk. Aliás, esse ponto de virada influenciou vários estilos, desde a Dance Music até o Rock’n Roll, sabia?

4. Como aconteceu a história do Funk no Brasil?

Segundo a matéria da Superinteressante:

“O funk chegou ao Brasil por volta de 1969 – o Gerson King Combo lançou o álbum Brazilian Soul com clássicos brasileiros executados com a batida dos EUA. No mesmo período, Tim Maia, Carlos Dafé e Tony Tornado adotaram o cabelo black power, começaram a cantar o ritmo e fundaram o Movimento Black Rio, que se tornou um expoente da cultura afro no país”.

Na década de 1980, a história do Funk brasileiro ainda era muito conectada com o que vinha dos EUA. Porém, o DJ Marlboro inovou com a bateria eletrônica ao lançar o álbum “Funk Brasil”, que falava mais abertamente da vida na periferia.

5. Como aconteceu a evolução do Funk como movimento social?

Nos anos 60, a segregação social imperava nos Estados Unidos. Nesse cenário, a música ajudava a combater o preconceito, expressando o orgulho de ser negro. 

Já o Funk brasileiro fala da realidade vivida nas favelas. Por sinal, foi nos anos 1990 que a música ganhou uma pegada mais politizada, como no Rap da Felicidade:

“Eu só quero é ser feliz

Andar tranquilamente na favela onde eu nasci, é

E poder me orgulhar

E ter a consciência que o pobre tem seu lugar

Fé em Deus, DJ” 

O que significa a cultura do Funk no Brasil?

Para conhecer a cultura Funk, vale ler o livro “Funk-se quem quiser”, de Adriana Carvalho Lopes. Na obra, a Doutora em Estudos de Linguagens fala sobre a “guerra dos sexos” na música brasileira.

6. Quais as características do Funk?

  • Funk americano: ritmo musical que é, ao mesmo tempo, lento e sexy. Além de frases repetidas e improviso, o gênero também conta com bateria e baixo elétrico.
  • Funk brasileiro: letras polêmicas e batida dançante no estilo “até o chão”. Junto ao forte teor sexual, ainda há a polêmica da apologia ao tráfico de drogas.

Gêneros do Funk americano (incluindo gêneros de fusão)

Tipos de Funk brasileiro (com gêneros de fusão)

Artcetera - perfil Instagram

7. Quem são os maiores nomes do Funk de todos os tempos?

Novamente, vamos separar aqui os artistas de destaque nos 2 gêneros musicais. Contudo, os detalhes sobre as estrelas de cada ritmo ficam para outros posts, ok? Afinal, falaremos especificamente sobre o Funk americano e, também, o Funk brasileiro. 😉 

Artistas que marcaram a história do Funk americano

Artistas que fizeram a história do Funk brasileiro

E para você: quem mais marcou a história do Funk americano e brasileiro? 

Latin Music GIF by Spotify México - Find & Share on GIPHY

10 hits que brilharam na história do Funk americano

A seguir, confira 10 músicas e artistas que foram marcantes na história do Funk estadunidense. 

1. I Got You (I Feel Good)

Para começar em grande estilo, vamos ao clássico do rei do Funk, James Brown.

2. Hit It And Quit

Com o Funkadelic, George Clinton foi um dos precursores do Funk norte-americano.

3. Virtual Insanity

A banda Jamiroquai mistura o estilo do Funk com Acid Jazz, Nu Funk e Pop Psicodélico.

4. Cult of Personality

Já os rockeiros do Living Colour são conhecidos pelo Funk Metal junto ao Hard Rock.

5. Kiss

O estilo único de Prince une o Funk com Hip Hop, Jazz, Pop, Soul e R&B contemporâneo.

6. Purple Haze

O Rock Psicodélico de Jimi Hendrix foi fortemente influenciado pela cultura Funk.

7. Superstition

Além de cantor e compositor, Stevie Wonder é um ativista em prol dos direitos civis.

8. Psycho Killer

Por incrível que pareça, a banda Talking Heads tem uma pegada de Avant-funk.

9. Rock Steady

O documentário “Immaculate Funk” fala do “resgate” de Aretha Franklin da Columbia Records.

10. Uptown Funk

Com Bruno Mars, o Funk se conecta com Reggae, Rock, Soul, Hip Hop, Pop e R&B.

10 hits para conhecer a história do Funk brasileiro

Finalmente, chegamos às músicas e aos artistas que costumam tocar nos Bailes Funk (e em muitas outras festas).

1. Fico Assim Sem Você

Com o álbum “Só Love”, a dupla Claudinho e Buchecha fez muito sucesso nos anos 1990.

2. Glamourosa

A collab entre DJ Marlboro e Mc Marcinho lançou um dos Funks mais conhecidos no país.

3. Dako é Bom

A marca de eletroeletrônicos Dako entrou na onda do hit lançado por Tati Quebra Barraco.

4. O Baile Todo

O Funk carioca do Bonde do Tigrão vendeu mais de 250 mil cópias logo no álbum de estreia. E nem tinha streaming na época.

5. Rap da Felicidade

Cidinho & Doca lançaram um dos hits que mais representa a manifestação cultural do Funk.

6. Girl From Rio

As canções de Anitta mostram o dia a dia das nossas favelas para o mundo todo, inclusive no VMA.

7. Bonde Quer Vê

A música do cantor Mr. Catra mescla o ritmo do Funk carioca com o Heavy Metal e o Rap.

8. 100% Feminista

A ativista MC Carol tem letras mais politizadas, que incluem as causas sociais e a sexualidade.

9. Você Partiu Meu Coração

Além de ser cantor e compositor, Nego do Borel também é ator e comediante.

10. Que Tiro Foi Esse?

Por fim, a música de Jojo Maronttinni, a Jojo Todynho, une o Funk carioca ao Funk melody.

Playlist com + de 80 hits de Funk americano e brasileiro

Let’s put some funk on it, com a playlist [Funk] #18 Artcetera! Vamos lá?!

Bônus: a história do Funk envolvendo outros rimos

Curtiu a história do Funk americano e brasileiro? Então, aproveite para ler outros posts da Artcetera! Beijinho no ombro e até mais! 😘

Poplinemasks4All GIF by POPline - Find & Share on GIPHY

Salvar