15 beats da história do Trap, com os maiores artistas de todos os tempos: Future, Travis Scott, Matuê, Lil Nas X, Tyler, the Creator e mais!

Por acaso, você sabe se o Trap é considerado Rap? Será que esse é o “novo Emo”, mas ainda com uma pegada Hip Hop? E por que muitos trappers usam “Lil” no começo dos seus nomes? Se isso te deixou curioso, cola com a gente para conhecer a história do Trap.

Hoje, vamos te tirar de uma “trap” (armadilha) para que você fique por dentro de tudo o que rola nesse estilo. Afinal, listamos 7 curiosidades para conhecer a história do Trap de uma vez por todas, além de 15 músicas que fazem sucesso no mundo todo. Bora lá?

7 curiosidades para desvendar o mistério da história do Trap

Antes de conhecer a história do Trap, que tal curtir uma playlist para acompanhar a leitura? Assim, você já vai entrando no clima das batidas enquanto confere as curiosidades desse gênero musical. 

E aqui vai um spoiler: o “Lil” que é usado por muitos trappers nada mais é do que a abreviação de “little”. Ou seja, é um modo de dizer “pequeno”, em inglês. Tão simples quanto os primeiros passos da história do Trap que veremos logo a seguir.  

Enfim, solta o Trap!

Artcetera - perfil Spotify

1. O que significa Trap?

Descobrir o que é o Trap é mais simples do que parece. Basicamente, é um gênero que une ritmo e poesia do Rap (que vem do Hip Hop) com as batidas da Música Eletrônica. Não por acaso, esse estilo tem tomado conta das paradas de sucesso, no Brasil e no mundo, sabia?

Aliás, muita gente se pergunta o que significa a sigla Trap. Por um lado, ela remete à sua origem estilística do Rap, mas não se limita a isso. Em inglês, a palavra “trap” se traduz como “armadilha”. E, na linguagem das ruas, é usada para se referir aos lugares perigosos, como os pontos de venda de drogas, que podem trazer altas armadilhas, não é mesmo?

2. Quem é considerado o fundador do Trap?

Por ser visto como o pai do Trap, muita gente acredita que foi o Diplo quem criou o Trap. De fato, ele foi essencial para a popularização do estilo, mas não podemos deixar de citar os pioneiros do Trap, tais como:

  • DJ Paul
  • Gucci Mane
  • OJ da Juiceman
  • Drumma Boy
  • Shawty Redd
  • DJ Zaytoven
  • Lex Luger

3. Onde nasceu o Trap? E como surgiu?

Agora, falaremos sobre onde e como surgiu o Trap, o que nos leva à Atlanta, nos Estados Unidos, nos anos 1990. Assim como vários gêneros, o Trap é uma expressão cultural dos guetos, em especial nas “trap houses”, clubes onde aconteciam batidas policiais violentas.

Com o Hip Hop e o Rap já consolidados, o Trap desenhou uma trilha própria ao incorporar elementos da Música Eletrônica. Na década de 2000, o DJ Paul apostou na experimentação sonora, lançando mão da caixa Roland TR-808 para criar efeitos instrumentais artificiais.

Nos anos seguintes, vários DJs seguiram essa linha, com músicas que falavam de violência ao som dos beats eletrônicos. E foi aí que o gênero se popularizou, contando com DJs como Diplo e Baauer, o que abriu caminho para o sucesso do Travis Scott mais adiante. 

Dica extra: veja “Travis Scott – Voando Alto”, um documentário que vai trazer insights sobre a história do Trap como um todo:

4. Como aconteceu a história do Trap no Brasil?

Segundo o UOL, a história do Trap no Brasil é carregada de polêmica, em termos de pioneirismo. Enquanto algumas pessoas creditam a origem do estilo ao Raffa Moreira, de Guarulhos (São Paulo), outros remetem a Naio Rezende, de Vitória (Espírito Santo).

Em 2014, Naio já produzia a festa “Red Room”, que é tido como o marco inicial do Trap nacional. No ano seguinte, 2015, Raffa lançou a faixa “Fiat 1995”, contando com um “beat repetitivo e suave” para narrar atitudes racistas durante uma batida policial.

Depois disso, vários artistas começaram a despontar no país, a exemplo do fenômeno Matuê. E, se você ainda não conhecia o trabalho dele, dê o play agora mesmo para conferir:

5. Afinal, o Trap é considerado Rap? 

De certa forma, sim, o Trap é considerado Rap por ser um subgênero dele, mas que ganhou seu estilo próprio. Realmente, encontramos muitos elementos de Rhythm and Poetry (Rap), embora a influência de Música Eletrônica e outros estilos seja bem característica. E isso nos leva ao próximo tópico. Segue o fio! 👇

6. Quais as principais características do Trap?

Lembra que falamos sobre a conexão do Trap com Música Eletrônica, Rap e, portanto, Hip Hop? Nesse esquema, o som se torna bem mais agressivo e agitado, tanto na forma, quanto no conteúdo lírico. 

Em geral, as rimas falam de sentimentos profundos e das dificuldades para vencer na vida, em especial na periferia. Por sua vez, a sonoridade usa e abusa de sintetizadores, “ruídos” de onomatopeias e batidas graves, bem como a caixa de ritmos Roland TR-808 e afins.

De quebra, a produção feita de forma eletrônica possibilita a criação de diversas camadas na edição das faixas. Entretanto, isso não acontece nas performances ao vivo, daí as diferenças entre os álbuns de estúdio e as apresentações em shows, por exemplo.

Além disso, a estética Trap tem bastante inspiração da cultura Hip Hop. E isso vai desde a ostentação de grifes, ouro e prata, até as tatuagens. Falando nisso, boa parte dos trappers são ainda mais ousados, inclusive tatuando o rosto, tal como o Post Malone:

Feeling Cute Tonight Show GIF by The Tonight Show Starring Jimmy Fallon - Find & Share on GIPHY

Subgêneros e gêneros de fusão da Trap Music

  • Cloud Rap (Trillwave e Based Music): mood psicodélico com Trap, Eletrônica, Vaporwave e Lo-fi
  • Country Trap: sabe “Old Town Road” do Lil Nas X? É sobre isso: música Country no beat do Trap
  • Dark Trap: fala de ocultismo, satanismo e uso de drogas, vindo do Black Metal e Hardcore
  • Drill Music: estilo mais obscuro, niilista e violento, sem perder de vista as batidas sinistras de Trap
  • Emo Trap: as letras se conectam com temas da música Emo, além de ter elementos de Rock
  • Latin Trap: é o Trap feito com um tempero de música latina, como em Porto Rico, por exemplo
  • Phonk: esse subgênero vem do Memphis Rap e, junto com Hip Hop, tem pitadas de Jazz e Funk 
  • Hard Trap: trata-se de um estilo focado na experimentação instrumental, inclusive no piano; 
  • Plug: música feita por quem tem os contatos para acessar os drum kits do produtor Zaytoven
  • Trap Metal (Ragecore, Death Rap e Scream Rap): tem influência de Nu Metal e Heavy Metal
  • Trap Music (EDM): é o Trap original, ao som de EDM (Electronic Dance Music) e Dubstep
  • Trap Soul: por fim, esse estilo é influenciado pelos ritmos de R&B, Soul Music, Jazz e Blues

Artcetera - perfil Instagram

Temas abordados nas letras de Trap

Até aqui, deu pra perceber que a história do Trap é marcada por fortes emoções vividas pelos artistas, certo? E é justamente por isso que algumas pessoas relacionam o Trap com o Emocore, em termos da carga emotiva das letras.

Nesse sentido, os conteúdos líricos giram em torno das questões abaixo, variando conforme os estilos que já citamos:

  • armas
  • autoestima
  • cadeia
  • consciência
  • criminalidade
  • desigualdade social
  • dinheiro
  • direitos humanos
  • drogas
  • emoções
  • fama
  • festas
  • gangues
  • gírias
  • indústria fonográfica
  • materialismo
  • morte
  • negócios
  • niilismo
  • ostentação
  • palavrões
  • política
  • problemas familiares
  • questões sociais
  • racismo
  • rebelião
  • religião
  • ressentimento
  • riqueza
  • sentimentos
  • sexo
  • tráfico
  • vida nas periferias
  • violência

7. Quais são os 100 maiores nomes do Trap de todos os tempos?

A plataforma Deezer listou o TOP 10 dos melhores trappers do mundo todo. E, para facilitar, dividimos entre os artistas gringos e brasileiros, certo?

5 maiores nomes do Trap internacional

  1. Travis Scott
  2. Lil Peep
  3. Future
  4. Migos (Offset, Quavo e Takeoff)
  5. Cardi B

5 maiores nomes do Trap nacional

  1. Raffa Moreira
  2. Matuê
  3. Sidoka
  4. MC Igu
  5. MC Taya

4 trappers para ficar de olho

Além da lista do Deezer, o portal Kondzilla indicou mais 4 trappers pra gente ficar de olho aqui no Brasil:

  1. Teto
  2. Cristal
  3. Danzo
  4. Vix Russel

Mais 86 artistas que marcaram a história do Trap

Adicionalmente, não podemos deixar de citar grandes artistas que fizeram (e fazem) história na Trap Music, como:

  1. 2 Chainz
  2. 21 Savage
  3. 6ix9ine
  4. A$AP Ferg
  5. Baauer
  6. Bad Bunny
  7. Bankroll Fresh
  8. Boaz Van De Beatz
  9. Bones
  10. Cazzu
  11. Chief Keef
  12. Danny Brown
  13. Denzel Curry
  14. Derek
  15. Dfideliz
  16. Dillon Francis
  17. Diplo
  18. Dj Kington
  19. DJ Paul
  20. DJ Zaytoven
  21. Drake
  22. Drumma Boy
  23. E.M.S
  24. Ebony
  25. Fetty Wap
  26. Filipe Ret
  27. Flosstradamus
  28. French Montana
  29. Ghostemane
  30. GRANDTHEFT
  31. GTA
  32. Gucci Mane
  33. Guxta
  34. Hucci
  35. Hungria Hip Hop
  36. Jeezy
  37. Juicy J
  38. Kevin Gates
  39. Key Glock
  40. Kodak Black
  41. KPO Music
  42. Lex Luger
  43. Lil Baby
  44. Lil Nas X
  45. Lil Pump
  46. Lil Uzi Vert
  47. Lil Wayne
  48. Lil Yachty
  49. Mc Dricka
  50. MC Poze do Rodo
  51. Naio Rezende
  52. NGHTMRE
  53. Nick Minaj
  54. Offset
  55. OJ da Juiceman
  56. Ookay
  57. PeeWee LongWay
  58. Playboi Carti
  59. Post Malone
  60. Predella
  61. Quavo
  62. Ralo
  63. Recayd Mob
  64. Rick Ross
  65. RiFF RAFF
  66. RL Grime
  67. Scarlxrd
  68. Shawty Redd
  69. SpaceGhostPurrp
  70. Takeoff
  71. Three 6 Mafia
  72. TNGHT
  73. Tomsize
  74. Tropkillaz
  75. Trouble
  76. Ty Dolla $ign
  77. Tyler, the Creator
  78. Waka Flocka Flame
  79. XXXTentacion
  80. Yellow Claw
  81. Young Dolph
  82. Young Jeezy
  83. Young Scooter
  84. Young Thug
  85. Yung Buda
  86. Zeds Deads

E para você, quem mais marcou a história do Trap na cena nacional e internacional? Diz pra gente lá nos comentários, ok?

Snl Lil Nas X GIF by Saturday Night Live - Find & Share on GIPHY

15 beats da história do Trap, sem armadilhas, só curtição mesmo

Finalmente, chegou a hora de conferir uma seleção de músicas que marcaram a história do Trap. Para isso, listamos alguns beats da cena internacional e outros das quebradas aqui do Brasil. Depois, conta pra gente qual é a sua preferida. Fechou? 👊

1. goosebumps | Travis Scott

2. Mask Off | Future

3. M4 | Matuê

4. Jocelyn Flores | XXXTentacion

5. rockstar | Post Malone feat. 21 Savage

6. E Nós Tem um Charme Que É da Hora | MC Dricka

7. INDUSTRY BABY | Lil Nas X feat. Jack Harlow

8. See You Again | Tyler, The Creator feat. Kali Uchis

9. Amor e Fé | Hungria Hip Hop

10. XO Tour LLif3 | Lil Uzi Vert

11. Paypal | Teto

12. Bro | Raffa Moreira

13. WAP | Cardi B feat. Megan Thee Stallion

14. Rei Lacoste | MD Chefe

15. Nav | Jovem Dex  feat. Hash Produções e Robert Beats

Playlist com + de 90 músicas Trap

Quando quiser ouvir as brabas, é só correr no Spotify e dar o play em [Trap] #40 Artcetera. Por sinal, temos várias playlists que também podem te interessar, com muito Rap, Hip Hop, Música Eletrônica e daí em diante. 🎧

Bônus: a história do Trap envolvendo outros estilos

  • SICKO MODE – Skrillex Remix”: se liga na mixagem que o Skrillex fez para o Travis Scott
  • Vida Louca”: o MC Poze do Rodo (ou simplesmente MC Poze) mescla o Trap com o Funk carioca
  • Havana”: o rapper Young Thug lançou a braba e alavancou o hit Pop da Camila Cabello 
  • Sucker For Pain”: collab do Lil Wayne com Imagine Dragons e vários artistas de peso  
  • Ashley Banks”: com um toque brasileiro, Cristal revisitou o clima Hip Hop da série “Um Maluco no Pedaço”
  • Eu Compro”: os Racionais MC’s também se lançaram no Trap, no álbum “Cores & Valores”

E aí, curtiu a história do Trap? Aqui na Artcetera, estamos sempre plugados em tudo que é música boa. Então, não deixe de conferir mais posts do blog, além de seguir nossas redes sociais para ficar sempre por dentro das novidades: Instagram, Twitter e Facebook. 😜

Salvar