15 músicas para curtir a história do Tango, com os maiores artistas de todos os tempos: Carlos Gardel, Astor Piazzolla, Gotan Project e mais

Sabia que, inicialmente, o Tango era dançado entre 2 homens? E que várias músicas do grande Carlos Gardel foram escritas por um brasileiro? Então, chegou a hora de conhecer essas e outras curiosidades da envolvente história do Tango.

Não por acaso, este gênero é visto como um patrimônio cultural imaterial da humanidade, segundo a Unesco. E, tanto na dança, quanto na música, o Tango é famoso pelas fortes emoções que costuma despertar nos artistas e no público. 

Por falar nesta passionalidade à flor da pele, vale a pena assistir “O Último Tango” (Um Tango Más). Entre tantas preciosidades da história do Tango, o filme aborda o amor e os momentos dramáticos vividos pelo casal de dançarinos María Nieves e Juan Carlos Copes. 

7 curiosidades que marcaram a envolvente história do Tango

Que tal curtir uma playlist enquanto lê as curiosidades da história do Tango, seja na música ou na dança? Enfim, prepare-se para descobrir se concorda (ou não) com o poeta Enrique Santos Discépolo, que diz que “o Tango é um pensamento triste que se pode dançar”.

Artcetera - perfil Spotify

1. O que é o Tango?

Para saber o que significa Tango, o primeiro passo é considerar que essa é uma expressão artística de música e dança. Por sinal, suas origens estilísticas envolvem outros gêneros, como: Milonga espanhola, Habanera cubana, Candombe uruguaio, Polca boêmia e afins.

2. Quem é considerado o fundador do Tango?

Mais desafiador do que descobrir quem criou o Tango são os passos dessa dança magnética. Falando nisso, o escritor Jorge Luis Borges dizia que “por suas características, o Tango só poderia ter nascido em Montevidéu ou Buenos Aires”. 

Logo adiante, voltaremos a falar sobre a polêmica envolvendo as cidades banhadas pelo Rio da Prata. Mas, para adiantar, um dos marcos históricos da fundação do Tango é a chegada do bandoneón naquela região, consolidando a música como conhecemos hoje.

No início do século XX, o instrumento foi feito pelo músico Heinrich Band e levado à bacia Platina por imigrantes alemães. Aos poucos, o “pequeno acordeon” passou a fazer parte da cultura local, retratando a melancolia e a solidão dos europeus em terras desconhecidas. Aliás, muitas canções refletem a tríade “Corazón, amor y sangre” nesta saga dos imigrantes. 

3. Onde nasceu o Tango? E como surgiu?

Para desvendar o mistério de onde e como surgiu o Tango, vamos à bacia Platina no fim do século XIX e começo do século XX. Apesar da polêmica sobre o surgimento do estilo ter acontecido na Argentina ou no Uruguai, os países finalmente entraram em consenso. 

De acordo com o portal Vírgula, essa era a polêmica entre as nações que ficam na Bacia Platina:

“O Uruguai diz que o Tango nasceu na cidade de Montevidéu e teve sua música original, La Cumparsita, composta por um uruguaio, Gerardo Matos Rodrigues, enquanto a Argentina alega que a dança surgiu das classes baixas de Buenos Aires com a chegada dos imigrantes europeus.”

Em todo caso, os governos uniram esforços para que a tradição tanguera fosse reconhecida no mundo todo. E deu certo! Em 2009, a Unesco declarou que o Tango é um patrimônio cultural imaterial da humanidade, “transmitindo a poesia e a dança de geração para geração”.

A era de ouro do Tango

Por volta de 1880, o Tango era dançado entre 2 homens, pois a participação das mulheres era tida como obscena. Sendo assim, o estilo começou restrito aos bordéis e bares que ficavam em subúrbios frequentados por pessoas de classes sociais menos favorecidas.  

Argentine Tango Dancing GIF by 030tango - Find & Share on GIPHY

Anos depois, o Tango se espalhou por todas as classes sociais e ganhou credibilidade nos salões. Em 1907, os marinheiros franceses ultrapassaram fronteiras levando consigo o Tango “La Morocha”, de Enrique Saborido, que fez muito sucesso em Paris.

Já nos anos 1920, argentinos e uruguaios começaram a se destacar na história do Tango, incluindo:

  • Carlos Gardel
  • Ignacio Corsini
  • Agustín Magaldi
  • Rosita Quiroga
  • Azucena Maizani

O Novo Tango

Na década de 1940, artistas como Astor Piazzolla revolucionaram a história do Tango. Embora ele gostasse de Jazz e Música Clássica, a cultura tanguera foi ganhando seu coração, ocasião em que ele uniu os estilos para trazer à tona o Novo Tango.

Além de Piazzolla, outros artistas se destacaram nessa época, como:

  • Aníbal Troilo
  • Astor Piazzolla
  • Armando Pontier
  • Francisco Canaro
  • Carlos di Sarli
  • Juan D’Arienzo

Tango moderno

Com o tempo, o Tango foi incorporando novos elementos até chegar ao Eletrotango. Atualmente, o ritmo portenho ganhou contornos mais eletrônicos, com iniciativas como Gotan Project, Violetango e Bajofondo, sendo que este último virou até trilha de novela.

4. Como aconteceu a história do Tango no Brasil?

O Tango brasileiro é o que chamamos de Maxixe. No fim das contas, esse é um mix do Tango tradicional com Polca, Lundu e Habanera, tudo junto e misturado. Por aqui, o ritmo se consolidou no início do século XX, tendo como destaque o compositor Ernesto Nazareth.

Além disso, vale destacar que o brasileiro Alfredo Le Pera escreveu canções famosas na história do Tango. Por exemplo, podemos citar a música “Mi Buenos Aires querido”, que ganhou o mundo na voz de Carlos Gardel.

5. Quais são os tipos de Tango?

A seguir, listamos os principais tipos de Tango na música e na dança, incluindo seus gêneros de fusão:

  • Electrotango (Tango eletrônico)
  • FINtango (Tando finlandês)
  • Neotango
  • Novo Tango
  • Tango andaluz
  • Tango argentino (rio-platense)
  • Tango brasileiro (Maxixe)
  • Tango canyengue
  • Tango de salão
  • Tango jazz
  • Tango milonga
  • Tango orillero
  • Tango rock
  • Tango romanza
  • Tango uruguaio
  • Tango-canção
  • Tango-dança (tango de espetáculo)
  • Tango-valsa

Artcetera - perfil Instagram

6. Quais são as características do Tango?

Naturalmente, a história do Tango envolve as características da música e da dança, em suas particularidades. Por isso, selecionamos os principais pontos sobre ambas as expressões artísticas que unem a melancolia, o drama, a paixão e a sexualidade. 

Quais são as características da música Tango?

O Tango também é chamado de “dois por quatro”, devido à sua forma musical binária, que tem o compasso 2/4. O ritmo vai se acentuando, à medida que a nota tocada no tempo fraco vai se prolongando até o tempo forte. E, entre os principais instrumentos, podemos citar: bandoneón, violão, violino, piano e contrabaixo, podendo envolver uma orquestra:

Quais são as características da dança Tango?

Essa é uma dança sensual e com uma forte carga dramática, em que o homem conduz a mulher. As coreografias são complexas, desafiadoras e arrojadas, o que requer a sintonia entre a dupla e a capacidade de improvisar, mas sem perder a precisão.

Veja um exemplo de uma magnífica performance da dupla Dmitry Vasin e Esmer Omerova:

Quais as vestimentas do Tango?

A estética tanguera é bem característica e já foi objeto de exposição no Museo de la Historia del Traje. Para as mulheres, antigamente o foco era no “uso de brilhos, muito negro, saias com talho longo, e sapatos de salto”, conforme a moda da época. Mas, hoje em dia, a palavra de ordem é a comodidade – e não necessariamente o glamour. 

Já para os homens, “se exigia dos artistas que vestissem trajes típicos”, como a roupa de gaúcho. Em paralelo, “usar chapéu era quase obrigatório no início do século XX e durou até meados dos anos de 1940”.

Para facilitar, confira um exemplo de figurino de Tango usado na atualidade, por Miguel Zotto e Daiana Guspero:

história do Tango - figurino Zotto Daiana

Quais são os principais passos do Tango?

Em suas origens, o Tango tem como diferencial o improviso. Nas coreografias arrojadas, as “paradas” bruscas se chamam “cortes”, quando os dançarinos fazem “quebradas” e “poses”. Há quem diga que os passos são eróticos, muito embora seja apenas uma expressão da sexualidade, tal como mostra esse clipe do Gotan Project:

7. Quais são os 100 maiores nomes do Tango de todos os tempos?

Quando falamos dos grandes nomes da história do Tango, é comum pensar em Carlos Gardel e Astor Piazzola, certo? Por outro lado, há uma série de artistas que se destacam nesse gênero que mescla música e dança. E alguns deles estão listados logo adiante. Confira!  

75 músicos, cantores e compositores de Tango

  1. Adriana Varela
  2. Agustín Bardi
  3. Agustín Magaldi
  4. Alberto Caracciolo
  5. Alfredo De Angelis
  6. Alfredo Gobbi
  7. Alfredo Le Pera
  8. Alicia Vignola
  9. Ángel Villoldo
  10. Aníbal Troilo
  11. Ariel Ardit
  12. Armando Pontier
  13. Art Metal Quinteto
  14. Astor Piazzolla
  15. Atilio Stampone
  16. Azucena Maizani
  17. Bajofondo
  18. Cardenal Domínguez
  19. Carlos Acuña
  20. Carlos di Sarli
  21. Carlos Gardel
  22. Cátulo Castillo
  23. Domingo Frederico
  24. Edgardo Donato
  25. Edmundo Rivero
  26. Eduardo Arolas
  27. Eduardo Souto
  28. Elvino Vardaro
  29. Enrique Delfino
  30. Enrique Mario Francini
  31. Enrique Saborido
  32. Enrique Santos Discépolo
  33. Ernesto Nazareth
  34. Esteban Riera
  35. Fernando Soler
  36. Francisco Canaro
  37. Francisco de Caro
  38. Francisco Lomuto
  39. Gerardo Matos Rodríguez
  40. Gotan Project
  41. Horacio Salgán
  42. Hugo del Carril
  43. Ignacio Corsini
  44. José Dames
  45. José María Contursi
  46. Juan Carlos Cobián
  47. Juan d’Arienzo
  48. Juan Félix Maglio
  49. Julio de Caro
  50. Julio Sosa
  51. Libertad Lamarque
  52. Lucio Demare
  53. Manuel Buzón
  54. Manuel Campoamor
  55. Mariano Mores
  56. Mario Abramovich
  57. Miguel Caló
  58. Noelia Moncada
  59. Osvaldo Fresedo
  60. Osvaldo Pugliese
  61. Paquita Bernardo
  62. Pascual Contursi
  63. Roberto Firpo
  64. Roberto Goyeneche
  65. Roberto Grela
  66. Rodolfo Biagi
  67. Rodolfo Mederos
  68. Rosita Quiroga
  69. Roxana Fontan
  70. Rúben Juárez
  71. Samuel Castriota
  72. Verónika Silva
  73. Vicente Greco
  74. Violetango
  75. Virgilio Expósito

25 dançarinos famosos de Tango

  1. Alejandro Aquino
  2. Antonio Todaro
  3. Aurora Lubiz
  4. Bernabé Simarra
  5. Casimiro Ain, “El Vasco Ain”
  6. Daiana Guspero
  7. Carlos Quiroga
  8. Dmitry Vasin
  9. Elsa María
  10. Elvira Santamaría
  11. Esmer Omerova
  12. Gabriela Cabrera
  13. Gustavo Naveyra 
  14. Jorge Firpo
  15. Jorge Orcaizaguirre, o Virulazo
  16. Juan Carlos Copes
  17. María Chiara
  18. María Nieves
  19. Mayoral
  20. Miguel Angel Zotto
  21. Milena Plebs
  22. Olga Besio
  23. Osvaldo Zotto
  24. Ovídio José Bianquet, “El Cachafaz”
  25. Pepito Avellaneda

E para você, quem mais marcou a história do Tango? A propósito, até mesmo o Antonio Banderas e a Jessica Biel já entraram na dança, sabia? Mas, se você quer conhecer os passos profissionais, dá uma olhada nesse vídeo do Miguel Zotto com a Daiana Guspero:

15 músicas para bailar ao som da história do Tango

A seguir, listamos uma seleção de músicas que marcaram a história do Tango, indo além do Rio da Prata. Afinal, esse ritmo não se restringiu à América do Sul, uma vez que também ganhou espaço na Europa, principalmente na França.  

1. Por Una Cabeza | Carlos Gardel

2. Oblivion | Astor Piazzolla

3. El Choclo | Edmundo Rivero

4. La Cumparsita | Gerardo Matos Rodríguez

5. Santa Maria (Del Buen Ayre) | Gotan Project

6. Cambalache | Enrique Santos Discépolo

7. Nada | Carlos Di Sarli

8. Uno | Roberto Goyeneche

9. Fuimos | Ariel Ardit & Andrés Linetzky 

10. Con La Frente Marchita | Adriana Varela

11. El Mareo | Bajofondo

12. Le Petit Rhone & la Cigale | Violetango

13. Odeon | Ernesto Nazareth

14. Pasional | Rubén Juaréz

15. Tanguera | Mariano Mores

Playlist com + de 50 músicas de Tango

Para conferir as músicas do post (e algumas mais), é só correr no Spotify e ouvir a playlist [Tango] #37 Artcetera. Depois, não se esqueça de contar pra gente qual é a sua preferida! 

Bônus: a história do Tango envolvendo outros ritmos

  • I’ve Seen That Face Before (Libertango)”: Grace Jones fez um sample do clássico de Piazzolla. Nessa versão, a cantora colocou umas pitadas de Dance e Música Eletrônica.
  • Caminito”: com o disco “Tango”, Julio Iglesias já chegou ao topo da parada Billboard. Sendo um dos grandes nomes da música latina, ele também foi indicado ao Grammy de Melhor Álbum de Pop Latino. 
  • Regreso Al Amor”:  o violoncelista Yo-Yo Ma participou da trilha sonora do filme “Sur”. Seu álbum “Soul of the Tango” tem versões instrumentais de grandes clássicos do Tango e da Milonga. 

E aí, curtiu as músicas e curiosidades que marcaram a história do Tango? Aqui na Artcetera, já estamos pensando nos próximos posts sobre essa música e dança envolvente. E, quem sabe, podemos incluir algumas dicas do Al Pacino para quem está começando a dançar? Sonhar não custa nada, não é mesmo? 💃

Al Pacino Gif: Scent Of A Woman GIF - Find & Share on GIPHY

Salvar