10 hits para curtir a história da Música Indie, com: Arctic Monkeys, The Smiths, Florence + The Machine, Pixies, The Strokes, The Killers e mais

Já pensou nos desafios das bandas independentes para fazer sucesso sem ter o apoio das grandes gravadoras? Então, chegou a hora de conhecer a história da Música Indie, que geralmente é associada ao Indie Rock.

Hoje, vamos falar sobre o cenário underground que abriu espaço para muitas bandas (antes de virar mainstream). Afinal, as raízes do Indie sempre foram muito ligadas ao Rock Alternativo, mas não se limitam aos riffs de guitarra.

Por falar nisso, que tal conhecer mais sobre um ícone do Indie e, também, do Alt-Rock? Se você gostou da ideia, a dica é assistir ao documentário “loudQUIETloud – A Film About the Pixies”. Aliás, essa é uma das bandas pioneiras da história da Música Indie, sabia disso? 

7 curiosidades sobre a história da Música Indie

Agora, falaremos sobre as curiosidades que marcaram a história da Música Indie. E aqui vai um spoiler: vários estilos underground foram chamados de Indie em algum momento. Por exemplo, podemos citar: College Rock, Pós-Punk e até mesmo Rock Gótico.

E, se você quer saber como isso tudo aconteceu, vem curtir uma playlist de Indie enquanto lê o nosso post! 🎶

Artcetera - perfil Spotify

1. O que significa Indie?

Música Indie é um gênero que veio do cenário underground, entre as bandas de Rock sem gravadoras. Justamente por isso, o Indie costuma ser associado ao Rock, embora também existam outras variações, como Folk, Pop e Hip Hop. No fim das contas, a proposta é distribuir a música de forma independente, em diversos estilos. 

Para o Minuto Indie, esse som “vai contra a indústria em geral”, por ser “algo autêntico” e que “resiste aos padrões”. Logo, a mensagem do estilo é: “seja quem você quer ser”, com “menos preconceito e mais amor”. Afinal, “música continua sendo música” em pequenas ou grandes gravadoras e, ainda, se você ouve pela internet, CD ou disco de vinil.

2. Quem é considerado o fundador da Música Indie?

A história da Música Indie começou no período pós-guerra, por volta da década de 1950. Nessa época, as pequenas gravadoras tentavam se destacar entre os gigantes da indústria fonográfica.

Mas foi só na década de 1970 que o Indie começou a despontar, já que o Punk trouxe à tona os selos independentes. E, como estamos falando de um vasto cenário underground tanto nos EUA, quanto na Inglaterra, é bem desafiador saber quem criou a Música Indie.

Por outro lado, podemos falar das bandas que abriram caminho para o Indie Rock, incluindo:

  • Joy Division, pela influência em várias outras bandas
  • The Smiths, que é o grupo considerado o pai do Indie
  • Björk, a influente cantora que é vista como a mãe do Indie

Além disso, muitos outros grupos também influenciaram a Música Indie, tais como:

Quanto às gravadoras independentes, um dos exemplos é a Sub Pop, que também apostou na cena Grunge. Nesse sentido, algumas pessoas costumam associar o Indie com o Grunge, apesar dos estilos bem diferentes. 

3. Onde nasceu a Música Indie? E como surgiu?

Se você quer saber onde surgiu o Indie Rock, temos duas respostas: Inglaterra e Estados Unidos. Nos anos 1980, a cena underground bombava nesses 2 países, o que foi um terreno fértil para a Música Indie.

Basicamente, estamos falando de bandas que não estavam associadas às gravadoras de grande porte. Sendo assim, os artistas faziam suas músicas da maneira como preferiam, pois não tinham uma preocupação comercial. 

Em 1980, a sonoridade era obscura, com “temáticas tristes e um som de qualidade intencionalmente mal produzido”. Na década de 1990, os riffs ficaram mais limpos e bem trabalhados, mas ainda eram “barulhentos e catárticos”.

Já nos anos 2000, bandas como o White Stripes se focaram em “aspectos primitivos”, com guitarra, baixo e bateria. Depois disso, vieram os grupos mais descolados, que têm uma “sonoridade rápida, forte e urgente”.

Artcetera - perfil Instagram

4. E quanto à história da Música Indie no Brasil?

Por incrível que pareça, o Indie também se relaciona com a MPB, que é a Música Popular Brasileira. Nesse caso, não estamos falando apenas do Rock, mas sim de produções independentes em geral.

Logo mais, falaremos sobre os artistas brasileiros que têm uma pegada mais Indie, como a banda Pato Fu. Por isso, continue com a gente para conferir! 😉

5. Quais as características da Música Indie?

Originalmente, a Música Indie vem de bandas que despontaram no underground antes dos contratos com gravadoras. Hoje em dia, é muito mais fácil divulgar o trabalho de maneira independente, inclusive pela internet. Porém, nos anos 1980, os artistas viviam um cenário bem diferente, não é mesmo?

Em termos de sonoridade da Música Indie, ela varia conforme seus diversos subgêneros. Enquanto o Indie Rock é voltado para os riffs de guitarra, o Grindie tem o apelo dos sintetizadores. Por sua vez, as melodias do Indie Folk têm os instrumentos acústicos e assim por diante.    

6. Quais são os gêneros ligados à Música Indie?

7. Quais são os maiores nomes da Música Indie de todos os tempos?

A seguir, listamos os artistas que fizeram história em diversos subgêneros da Música Indie. Para isso, vamos tomar como base os destaques do Grammy Awards (e alguns mais), ok? 

Mais nomes da Música Indie

Artistas brasileiros influenciados pela Música Indie

Na sua opinião, quais artistas marcaram a história da Música Indie? Aqui vale tudo: Indie Rock, Indie Folk, Indie Pop, Indietronica, Grindie e mais. Conta pra gente lá nos comentários! 

The Smiths GIF - Find & Share on GIPHY

10 músicas para curtir a história da Música Indie

Finalmente, chegamos às músicas que fizeram a história da Música Indie, do underground até o mainstream. 

1. Do I Wanna Know?

Sem dúvida, o Arctic Monkeys é uma dos símbolos do Indie Rock. O single “Do I Wanna Know?”, por exemplo, está entre os 20 melhores riffs de guitarra da revista Guitar World.

2. Dog Days Are Over

Com a diva Florence Welch, a banda Florence + The Machine brilhou em paradas do mundo todo. Além do Indie Pop, os britânicos também têm um toque de Folk Rock e Soul.

3. Reptilia

Por acaso, você já assistiu ao clipe de “Reptilia”, dos Strokes? Se ainda não viu, agora é o momento ideal, pois a produção representa bem a estética do Indie e do Post-punk Revival. 

4. Take Me Out

Com “Take Me Out”, a psicodelia do Franz Ferdinand mistura Indie com Art Rock e até Dance-Punk. Por sinal, sabia que eles se inspiraram no estilo da banda Talking Heads

5. Mr. Brightside

Em 2020, “Mr. Brightside”, da banda The Killers, passou a marca de 1 bilhão de streams. E esse definitivamente é um marco histórico para as músicas lançadas nos anos 2000.

6. Ruby

Com o hit “Ruby”, os britânicos do Kaiser Chiefs estrearam em várias paradas musicais. Por exemplo: Billboard Modern Rock, Eurochart Hot 100, UK Singles Chart e muitos outros.

7. Lonely Boy

Para quem curte o mix de Indie e Blues-Rock, a dica é ver o divertido clipe de “Lonely Boy”, do Black Keys. Falando nisso, conta pra gente se você tentou imitar a coreografia, hein!  

8. Where Is My Mind?

Apesar dos conflitos entre os integrantes, o Pixies lançou músicas eletrizantes, do Indie até o Pós-Punk. A propósito, não deixe de ver o documentário que mostra o plot twist do retorno da banda.

9. Pumped Up Kicks

“Pumped Up Kicks”, do Foster The People, é uma virada de chave do Indie, devido ao “boom” da internet. Isso porque o hit foi lançado para download grátis, antes do mainstream. 

10. How Soon Is Now?

Para fechar com chave de ouro, temos os pioneiros dos Smiths, que ampliaram os horizontes do Indie. Além de brilhar no UK Singles Chart, o hit foi tema da série Charmed.

Playlist com + de 115 Músicas Indie

Se você curte o Indie raiz ou mesmo o que virou mainstream, corre pra ouvir a playlist [Indie] #24 Artcetera!

Bônus: a história da Música Indie envolvendo outros ritmos

Para fechar o post da história da Música Indie, lembra daquela mensagem do Minuto Indie? Nós, da Artcetera, também acreditamos em “menos preconceito musical, mais amor e música”! 

Então, venha com a gente curtir vários ritmos, como Jazz, Funk, Rap, Emo e segue o fio. E, se quiser, também temos vários filmes pra indicar. Por aqui, fique à vontade para ser quem você quer ser e, claro, curta as expressões artísticas que preferir! 😍

Radio 1 Love GIF by BBC Radio 1’s Biggest Weekend - Find & Share on GIPHY

Salvar