Como surgiram os protestos sociais que marcaram a história da cultura Punk? Já pensou nisso? No artigo de hoje, selecionamos 50 livros de Punk Rock que detalham esse ativismo revolucionário, que, por sua vez, questiona o status quo e as injustiças do sistema.

E, como não poderia ser diferente, curta a playlist [Punk Rock] #28 Artcetera enquanto lê nosso post. Assim, você entra no clima das obras que falam de ativistas, como Jello Biafra do Dead Kennedys, Nadia Tolokonnikova do Pussy Riot, Clemente do Inocentes e mais.

Top 50: os melhores livros de Punk Rock do Brasil e do mundo

Quer saber qual é o melhor e mais famoso livro de Punk Rock da história? Então, dê uma olhada nas listas abaixo, em ordem alfabética, começando pelos 13 destaques deste artigo. Em seguida, confira outras 37 dicas bônus, sobre as quais falaremos futuramente no blog.

Artcetera - perfil Instagram

13 destaques entre os livros de Punk Rock nacionais e internacionais

  1. American Hardcore: A Tribal History | Steven Blush
  2. Commando: A Autobiografia de Johnny Ramone | Johnny Ramone
  3. Dead Kennedys. Os Primeiros Anos | Alex Ogg
  4. Diccionario de Punk y Hardcore (España y Latinoamérica) | Zona de Obras
  5. João Gordo: Viva La Vida Tosca | João Gordo e André Barcin
  6. Mate-me Por Favor: A História Sem Censura do Punk | Gillian Mccain e Legs Mcneil
  7. Meninos em Fúria – E o Som que Mudou a Música para Sempre | Marcelo Rubens Paiva e Clemente Tadeu Nascimento
  8. Papai Punk: Sem Regras, Só a Vida Real | Jim Lindberg
  9. Punk | Antonio Bivar
  10. Punk Rock: An Oral History | John Robb
  11. The Aesthetic of Our Anger: Anarcho-Punk, Politics and Music | Mike Dines e Matthew Worley
  12. The Punk Rock Politics of Joe Strummer: Radicalism, Resistance and Rebellion | Gregor Gall
  13. Um Guia Pussy Riot para o Ativismo | Nadya Tolokonnikova

Mais 37 livros de Punk Rock para conhecer o ativismo revolucionário

  1. A Garota da Banda: Uma Autobiografia | Kim Gordon
  2. A História dos Ramones | Everett True
  3. Blink-182. A Biografia | Joe Shooman
  4. Blondie, from Punk to the Present: A Pictorial History | Allan Metz, Chris Stein e Victor Bockris
  5. Brave Punk World: The International Rock Underground from Alerta Roja to Z-Off | James Greene
  6. Cidade em Chamas | Garth Risk Hallberg
  7. Dance of Days: Two Decades of Punk in the Nation’s Capital | Mark Andersen e Mark Jenkins
  8. Do What You Want: The Story of Bad Religion | Bad Religion e Jim Ruland
  9. Encyclopedia of Punk Music and Culture | Brian Cogan
  10. Get in the Van | Henry Rollins
  11. Girls to the Front: The True Story of the Riot Grrrl Revolution | Sara Marcus
  12. God Save Sex Pistols | Johan Kugelberg, Jon Savage e Glenn Terry
  13. Iggy and the Stooges on Stage 1967-74 | Per Nilsen
  14. My Damage: The Story of a Punk Rock Survivor | Keith Morris e Jim Ruland
  15. Na Estrada com os Ramones | Monte A. Melnick e Frank Meyer
  16. Não Vencer Não É Perder | Matheus Krempel
  17. Neon Angel: A Memoir of a Runaway | Cherie Currie e Tony O’Neill
  18. NOFX: The Hepatitis Bathtub and Other Stories | NOFX e Jeff Alulis
  19. Post-Punk, Politics and Pleasure in Britain | David Wilkinson
  20. Punk Crisis: The Global Punk Rock Revolution | Raymond A Patton
  21. Punk Paradox: A Memoir | Greg Graffin
  22. Punk Rock Blitzkrieg: My Life as a Ramone | Marky Ramone
  23. Punk Rock Jesus | Sean Murphy
  24. Punk Rocker: Punk Tales of Billy Idol, Sid Vicious and Iggy Pop from New York City, Los Angeles, Minnesota and Austria | Vários autores
  25. Punk Women: 40 Years of Musicians Who Built Punk Rock | David A Ensminger
  26. Punk, Post Punk, New Wave: Onstage, Backstage, in Your Face, 1978-1991 | Michael Grecco
  27. Punk: The Brutal Truth | Hugh Fielder
  28. Rancid – And Out Come the Wolves | Rancid
  29. Só Garotos | Patti Smith
  30. Sober Living for the Revolution: Hardcore Punk, Straight Edge, and Radical Politics | Gabriel Kuhn
  31. The Art of Rock: Posters from Presley to Punk | Paul Grushkin
  32. The Punk Rock Fun Time Activity Book: Stories Inspired by the Music of Rush | Aye Jay
  33. This Music Leaves Stains: The Complete Story of the Misfits | James Jr. Greene
  34. Travis Barker. Vivendo a Mil, Enganando a Morte e Batera, Batera, Batera | Travis Barker e Gavin Edwards
  35. Vivienne Westwood | Vivienne Westwood e Ian Kelly
  36. We Were Feminists Once: From Riot Grrrl to Covergirl(r), the Buying and Selling of a Political Movement | Andi Zeisler
  37. What Is Punk? | Eric Morse

5 melhores livros de Punk Rock do mundo de todos os tempos

A seguir, veja esses 5 destaques entre os livros internacionais de Punk Rock. E aqui vai um spoiler: segundo a matéria da BBC, o estilo “não começou nos anos 1970 em Londres, nem em Nova York, mas sim no Peru, e mais especificamente no distrito de Lince, em Lima”.

Artcetera - perfil Spotify

1. The Aesthetic of Our Anger: Anarcho-Punk, Politics and Music | Mike Dines e Matthew Worley

Aesthetic of Our Anger traz à tona a desilusão da cena Anarcopunk diante da comercialização do Punk. De quebra, saiba como o subgênero “reacendeu um movimento anarquista sério no Reino Unido e inspirou ações que desafiavam o eixo Thatcher-Reagan”.

“O Anarcopunk encorajou o debate político focado e as atividades subversivas auto-organizadas, desde uma maior conscientização sobre questões de liberdade pessoal e direitos dos animais até o desenvolvimento de cooperativas locais, onde músicos, artistas e pessoas afins poderiam se encontrar”.

2. American Hardcore: A Tribal History | Steven Blush

Para a revista Paper, American Hardcore: A Tribal History “esclarece tudo sobre a última grande subcultura americana”. Com foco no Hardcore Punk, a obra se propõe a “mudar a forma como olhamos para o Punk Rock”. Dica: assista ao documentário baseado no livro:

3. Dead Kennedys. Os Primeiros Anos | Alex Ogg

Como já contamos aqui na ATC, Jello Biafra é um dos ícones do engajamento Punk, com composições de natureza política. Logo, se você quer conhecer mais sobre o ativismo dele e de uma das bandas mais influentes do gênero, leia Dead Kennedys. Os Primeiros Anos.

“Mergulhe nas páginas desse livro e entenda com mais clareza o papel-chave do DK na transformação da retórica Punk em algo genuinamente ameaçador – e incrivelmente divertido”.

>>> Não deixe de ler: carta do Joey Ramone para Jello Biafra sobre política nas músicas

4. Punk Rock: An Oral History | John Robb

Com 150 entrevistas, Punk Rock: An Oral History revela um legado que mescla “moda, cultura e energia caótica”. Aliás, o autor entrelaça os relatos de artistas do underground ao mainstream “para criar uma história oral crua e sem precedentes do Punk britânico”.

“Desde suas raízes amplamente debatidas no final dos anos 1960 até sua influência duradoura nas bandas, moda e cultura de hoje, esta história traz à vida a energia e a anarquia como nenhum outro livro fez”.

5. Diccionario de Punk y Hardcore (España y Latinoamérica) | Zona de Obras

“Fruto de anos de pesquisa, o Dicionário de Punk e Hardcore é uma obra que ninguém com sangue Punk nas veias deveria deixar de consultar”. Esse livro posiciona a América Latina como o primeiro território Punk, considerando o pioneirismo dos peruanos do Los Saicos.

3 melhores livros de Punk Rock brasileiros de todos os tempos

Agora, separamos 3 livros nacionais de Punk Rock para fazer uma autêntica imersão na cena brasileira. 

1. João Gordo: Viva La Vida Tosca | João Gordo e André Barcin

Se você quer saber mais sobre a trajetória do famoso João Gordo, do Ratos de Porão, não perca Viva La Vida Tosca. Nesta publicação, descubra como a música foi uma válvula de escape para que ele pudesse lidar com “a solidão e as brigas com o pai”, por exemplo.

2. Meninos em Fúria – E o Som que Mudou a Música para Sempre | Marcelo Rubens Paiva e Clemente Tadeu Nascimento

“O Rock não morre. O Punk não morre. E não morrerá enquanto existir fúria”. Eis o decreto de Meninos em Fúria, que “fala não só do movimento Punk e da sublevação da periferia, mas também da abertura política brasileira, da fúria e do desencanto dos anos 1980”.

>>> Conheça mais sobre o posicionamento do Clemente, do Inocentes e Plebe Rude:

3. Punk | Antonio Bivar

Punk é a nova tiragem do livro originalmente lançado em 1982, com o título “O que é Punk”. Essa é “uma das obras mais importantes já escritas sobre o movimento Punk, senão a mais importante já escrita no Brasil”, indo da “fervilhante cena de Londres 76 a São Paulo 82”.

5 melhores livros de Punk Rock da atualidade

Finalmente, chegamos aos destaques entre os livros de Punk Rock publicados nos últimos anos. 

1. Papai Punk: Sem Regras, Só a Vida Real | Jim Lindberg

Papai Punk: Sem Regras, Só a Vida Real traz as vivências de Jim Lindberg, como pai e vocalista do Pennywise. Nesta obra, ele conta como “fraldas, reuniões de pais e bonecas Barbie se misturam com distorção, turnês desgastantes e os excessos da vida na estrada”.

2. Mate-me Por Favor: A História Sem Censura do Punk | Gillian Mccain e Legs Mcneil

Mate-me Por Favor: A História Sem Censura do Punk “é a história definitiva e nunca antes contada sobre os anos 70 e a Blank Generation”. Para tal, os autores fizeram centenas de entrevistas, inclusive com Dee Dee e Joey Ramone, Debbie Harry, Iggy Pop e Patti Smith.

“Mate-me Por Favor começa quando o CBGB e o Bowery eram uma legítima terra de ninguém; a obra ainda revive os dias de glória das bandas Velvet Underground, Ramones, MC5, Stooges, New York Dolls, The Doors, Television e Patti Smith Group e disseca a morte do Punk – quando este se torna manchete de jornais e uma nova onda para os retardatários.”

3. Commando: A Autobiografia de Johnny Ramone | Johnny Ramone

Commando é a autobiografia de um dos maiores guitarristas de todos os tempos, Johnny Ramone. Com seu tom “brutalmente honesto e sincero”, a publicação contempla a história dele próprio e de sua banda, Ramones, trazendo um novo olhar para os ícones Punk.

>>> Veja também: filme Rock ‘n’ Roll High School, com a participação dos Ramones

4. The Punk Rock Politics of Joe Strummer: Radicalism, Resistance and Rebellion | Gregor Gall

Punk Rock Politics of Joe Strummer retrata um dos rebeldes icônicos do século XX. À frente do Clash, ele “desempenhou um papel importante na politização de uma geração por meio de algumas das canções de protesto mais poderosas da época”, como London Calling.

“Política Punk Rock de Joe Strummer examina as crenças dele em uma série de questões – incluindo socialismo, alienação, exploração, multiculturalismo e humanismo – analisando sua credibilidade, influência e impacto e perguntando de onde vieram e como se desenvolveram ao longo do tempo”. 

5. Um Guia Pussy Riot para o Ativismo | Nadya Tolokonnikova

Sem dúvida, Um Guia Pussy Riot para o Ativismo não poderia ficar de fora da lista, não é mesmo? Nadya Tolokonnikova, do coletivo russo Pussy Riot, fala sobre “feminismo, ativismo, arte, literatura, sistema judicial, sistema penitenciário, antipsiquiatria e resistência”.

Bônus: playlist para quebrar tudo ao som do Punk Rock

Já ouviu nossa playlist do Spotify? Então, dê o play agora mesmo para curtir os sons de: Ramones, Clash, Sex Pistols, Misfits, Dead Kennedys, Garotos Podres, Anti-Flag e mais.

E aí, curtiu a lista de livros de Punk Rock? Se tiver mais títulos para indicar, é só dar um salve para os leitores da Artcetera logo abaixo. Além disso, aproveite para conferir outros artigos que mostram como a cultura Punk se conecta com diversas linguagens artísticas: 

This is the end (for you my friends)! 🖤

Anti-Flag GIF - Find & Share on GIPHY

Categorizado em: