Quer descobrir como artistas gastam milhões de dólares em obras digitais? Veja o que é cripto arte, como funciona e a relação com NFT Art!

Você já deve ter visto uma foto da Mona Lisa, pintura de Leonardo da Vinci, na internet, certo? Ou, quem sabe, já tenha estado em um lugar com uma réplica dos “Doze Girassóis Numa Jarra”, de Vincent Van Gogh. O que as 2 têm em comum? Ambas possuem milhares de cópias espalhadas pelo mundo e são obras físicas. 

Entretanto, o assunto do momento envolve outro tipo de pintura. Logo, troque as telas de linho por um programa de computador, o pincel físico pelo mouse e as tintas líquidas por tons criados virtualmente. Hoje em dia, todo mundo só quer saber o que é cripto arte

Em 2022, um caso famoso de aquisição de cripto arte foi o do jogador Neymar. O brasileiro comprou 2 obras digitais da Bored Ape (Macaco Entediado, em português) por cerca de R$ 6 milhões. Com esse dinheiro, o craque do Paris Saint Germain (PSG) poderia comprar, mais ou menos, 400 iPhones 13 de última geração ou, aproximadamente, 4 carros Tesla Model X.

Mas o que levou Neymar a adquirir 2 obras digitais por milhões de reais? E, ainda melhor, o que é cripto arte? Se você está em choque com a informação que acabamos de passar, definitivamente vai gostar deste artigo! 

Ao longo do post, vamos abordar um pouco mais sobre o universo das obras virtuais e seu impacto no mundo digital. Por sinal, falaremos sobre:

  • O que é cripto arte?
  • Como é feita uma obra digital?
  • O que é Token Não-Fungível ou Non-Fungible Token (NFT)?
  • Qual o papel do NFT?
  • Por que houve um aumento na procura pelas cripto artes?

Achou interessante o tema? Prepare-se, vai começar o leilão! Se quiser levar uma obra para casa, levante a mão, dê seu lance e boa sorte!

Mas, afinal, o que é cripto arte?

Vamos começar pela definição, ok? Crypto Art, em inglês, foi o termo criado para a categoria de obras virtuais registradas em blockchains. Ou seja, cada peça tem um código que valida a sua originalidade e autenticidade. De um jeito parecido com as criptomoedas, sabe?

Essa verificação é feita pelas blockchains. Os artistas podem colocar suas obras à venda em diversas plataformas, mas a mais famosa para a compra de obras de arte é a Ethereum, lar da moeda digital Ether. 

Como fazer uma obra virtual?

Bem, todo mundo pode fazer uma cripto arte, bem como podemos pintar um quadro a qualquer momento de nossa vida. E o mesmo se aplica às diversas produções artísticas: dança, música e segue o fio. 

Nesse caso, a cripto arte pode estar presente em qualquer tipo de formato, como um “jpg” ou “png”, por exemplo. Então, basta usar a sua ferramenta preferida para a criação de imagens e soltar a imaginação. 

O valor que ganhamos por essa obra digital, entretanto, não segue essa linha democrática. Assim como uma obra de Van Gogh pode ser vendida por milhões de dólares, o mercado de cripto arte já possui os seus artistas favoritos. E, quem sabe, você se torna um deles? 

Artcetera - perfil Instagram

Cripto arte ou Token Não-Fungível (NFT)?

Agora que você já sabe o que é cripto arte, está na hora de falar sobre os Non-Fungible Tokens (NFTs). A propósito, você já deve ter ouvido alguma coisa sobre esse assunto ou até mesmo usado como sinônimo para as artes digitais. Porém, são coisas diferentes. 

Vamos pegar a obra Girassóis como exemplo. Nela, temos uma série de detalhes que verificam a sua originalidade, além da assinatura do próprio Van Gogh. Portanto, como podemos certificar a propriedade de uma obra digital? E é nessa hora que o Token Não-Fungível, popularmente conhecido como NFT, começa a brilhar. 

Basicamente, algo “não-fungível” é um bem único e inigualável, como uma obra de arte. Por sua vez, o token é uma validação de algo online por meio de uma plataforma de criptomoeda, que certifica a autenticidade daquela peça.

Qual o papel do NFT?

Entendeu o que é NFT? Nesse sentido, podemos afirmar que toda cripto arte tem seu token não-fungível. Isso porque o token é a certificação de originalidade e unicidade da cripto arte e de outros ativos digitais registrados em uma blockchain. Vale até um meme ou um sample de música, sabia?

Por isso, embora não seja totalmente errado usar o sigla de Token Não-Fungível como sinônimo das obras digitais, temos outra opção.  Aqui, podemos usar uma expressão que é muito mais assertiva: NFT Art.

Exemplificando: o Neymar, ao comprar as 2 imagens dos “Macacos Entediados”, recebeu 3 NFTs que certificam a originalidade das obras e concretizam a posse do jogador. Assim, nós podemos compartilhar as artes nas redes sociais e até mesmo guardá-las no celular, mas nunca seremos seus donos, não é mesmo? 

Para finalizar, quando chegam em nossas mãos, as obras valem a mesma coisa que as réplicas da Mona Lisa!  Já pensou nisso? 🤔

A popularização das cripto artes

Vamos fazer um exercício? Nesse momento, queremos que você se imagine como um milionário que adora colecionar obras-primas. Agora, responda essa pergunta: por que você compraria uma pintura? 

Nós conseguimos pensar em alguns motivos, como: 

  • A posse de algo único, já que ninguém mais terá
  • Ser fã de um artista ou estilo de pintura
  • Adicionar um item exclusivo à sua coleção
  • E a possibilidade de valorização do artista para uma futura revenda

Todos os tópicos citados acima podem ser motivos para uma pessoa comprar uma cripto arte. E, claro, existem muitos outras alternativas, a critério de quem tem a grana para comprar a obra, né?

E, voltando para o assunto: você acha que o Neymar pagou caro pelas obras criptografadas? Bem, então prepare o coração: “Everydays: the First 5000 Days”, feita pelo artista Mike Winkelmann, foi vendida por 69,3 milhões de dólares. E o sortudo da vez foi Vignesh Sundaresan, um empreendedor em série. 

Artcetera - perfil Spotify

Cypto Art: um sonho de exclusividade

Qual preço que você pagaria por um certificado de exclusividade? Afinal de contas, é essa a pergunta que rege o mundo das obras digitais.  

Hoje, negar a importância e a expansão do mundo virtual é fechar os olhos para a nossa realidade. O mundo cripto surgiu em 2008, com o lançamento do Bitcoin, a mais conhecida e comercializada criptomoeda do mundo. Quase uma década e meia depois, o universo digital já conta com:

  • Contratos inteligentes, que tornam as negociações menos burocráticas e mais automáticas
  • Cripto jogos, que são games ligados às blockchains, permitindo que os jogadores ganhem dinheiro
  • Metaverso, uma realidade virtual aumentada que liga os usuários da internet de todo o mundo
  • E, é claro, as cripto artes, que merecem o reconhecimento e a curiosidade de todos nós

Enfim, gostou de conhecer o que é cripto arte e as características desta tendência no mundo das moedas digitais? Conte para a gente o que você acha e, em especial, se você compraria uma obra virtual. Aliás, podemos até fazer outro post falando sobre isso aqui na Artcetera, que tal? 

Este artigo foi escrito pela Bitso, exchange internacional de criptomoedas, na qual você pode comprar, guardar e vender os seus criptoativos.

Salvar